"I am (k)not" | Hugo Vasco Reis

"I am (k) not" is a cycle of six works of acousmatic music, which result from the interdisciplinary cross between the composer Hugo Vasco Reis and the scenic artist Ana Jordão. The creative process develops through the relation between expressiveness, gesture and movement. Between the rhythm of the body and the memory, in order to find inwardly, new paths of listening and perception, in a dialogue that oscillates between dream and reality. During the discourse of each works one can find concepts relative to the composer’s creative process, finding gestures, focuses, motifs and timbres, which create in each cycle a discourse of order and disorder. Sound engineering by António Pinheiro da Silva. Photograph by Cláudio Garrudo and preface by Carlos Caires. This work had the support of the DGArtes (Ministry of Culture of Portugal), Antena 2 (portuguese classical radio) and Escola Superior de Música de Lisboa (Lisbon´s College of Music).

Hugo Vasco Reis, 2018

"With the work "I am (k)not", Hugo Vasco Reis makes his first recording and creative incursion as a composer of acousmatic music. A versatile composer and musician, with a solid academic background and a very complete musical experience, Hugo Vasco Reis invites us to listen to a work that fully showcases his range that define him as an artist. (...)"

Carlos Caires, 2018 

- - - - -

“I am (k)not” é um ciclo seis peças de música acusmática, resultado do cruzamento interdisciplinar entre o compositor Hugo Vasco Reis e a artista cénica Ana Jordão. O processo criativo desenvolve-se através da relação entre a expressividade, o gesto e o movimento. Entre o ritmo do corpo e a memória, de forma a encontrar interiormente, novos caminhos de escuta e perceção, num diálogo que oscila entre o sonho e a realidade. Durante o discurso de cada peça estão intrínsecos conceitos relativos ao processo criativo do compositor, encontrando-se gestos, focos, motivos e timbres, que criam em cada ciclo um discurso de ordem e desordem. Engenharia de som por António Pinheiro da Silva. Fotografia de Cláudio Garrudo e prefácio de Carlos Caires. Este trabalho teve o apoio da Direção Geral das Artes, Antena 2 e Escola Superior de Música de Lisboa.

Hugo Vasco Reis, 2018

"Com o trabalho “I am (k)not”, Hugo Vasco Reis faz a sua primeira incursão discográfica e criativa como compositor de música acusmática. Autor e músico multifacetado, com sólida formação académica e uma experiência musical muito completa, Hugo Vasco Reis propõe-nos a escuta de um trabalho que reflete plenamente as múltiplas valências que o definem como artista. (...)"

Carlos Caires, 2018 

"Metamorphosis and Resonances" | Hugo Vasco Reis

"Metamorphosis and Resonances" is a book who contains eight works for solo instruments, which as a starting point it's intuitive processes closely linked to gestures, timbres, layers, images and focus, which define the progression of tension and distension, the formal elements and the discourse of each work. The common idea to all compositions reflects a dialogue of complicity and conflict, pleasure and anguish, between the horizon and the abyss, between metamorphosis and resonance. The recordings were performed by a notable fan of composers: Ana Castanhito (harp), Cândido Fernandes (piano), Filipe Quaresma (cello), Frederic Cardoso (bass clarinet), Lourenço Macedo Sampaio (viola), Monika Streitová (flute), Paulo Jorge Ferreira (accordion) and Pedro Rodrigues (guitar). Sound engineering by António Pinheiro da Silva, with assistance of João Penedo. Photograph by Cláudio Garrudo and preface by Sérgio Azevedo. This work had the support of the DGArtes (Ministry of Culture of Portugal), Antena 2 (portuguese classical radio) and the recordings took place in the auditorium of the Escola Superior de Música de Lisboa (Lisbon´s College of Music).

Hugo Vasco Reis, 2017

"(...) As a whole, "Metamorphosis and Resonances" represents a composer in full possession of his means of expression, a composer who, knowing his roots, points upwards, into the sky above the canopy of the great tree of the future."

Sérgio Azevedo, 2017 

- - - - -

"Metamorphosis and Resonances” é um caderno de oito peças para instrumentos solo, que tem como ponto de partida processos intuitivos intimamente ligados a gestos, timbres, camadas, imagens e focos, que definem as progressões de tensão e distensão, os elementos formais e o discurso de cada obra. A ideia comum a todas as composições reflete um diálogo de cumplicidade e conflito, prazer e angústia, entre o horizonte e o abismo, entre a metamorfose e a ressonância. As gravações foram realizadas por um leque notável de músicos composto por: Ana Castanhito (harpa), Cândido Fernandes (piano), Filipe Quaresma (violoncelo), Frederic Cardoso (clarinete baixo), Lourenço Macedo Sampaio (viola d’arco), Monika Streitová (flauta), Paulo Jorge Ferreira (acordeão) e Pedro Rodrigues (guitarra clássica). Engenharia de som por António Pinheiro da Silva, com assistência de João Penedo. Fotografia de Cláudio Garrudo e prefácio de Sérgio Azevedo. Este trabalho teve o apoio da Direção Geral das Artes, Antena 2 e as gravações decorreram no auditório da Escola Superior de Música de Lisboa.

Hugo Vasco Reis, 2017

"(...) No seu todo, "Metamorphosis and Resonances" representa um compositor em plena posse dos seus meios de expressão, um compositor que, conhecendo as suas raízes, aponta para o alto, para o céu acima da copa da grande árvore do futuro."

Sérgio Azevedo, 2017 

“Poema Anacrónico” | Hugo Vasco Reis

"Poema Anacrónico" marks the solo debut of guitarist Hugo Vasco Reis. In this project the portuguese guitar is presented as a solist instrument. Three mains sections are presented: portuguese guitar and piano (António Victorino D'Almeida compositions), portuguese guitar solo (Hugo Vasco Reis compositions) and works transcripts of Carlos Seixas (1704-1742) key instrument adapted to portuguese guitar and viola da gamba. The work was produced by Mário Dinis Marques and the musicians involved, apart from Hugo Vasco Reis (portuguese guitar), were Cândido Fernandes (piano) and Filipa Meneses (viola da gamba). The preface is by António Victorino D'Almeida. This work had the support of the DGArtes (Secretary of State for Culture), Antena 2 (portuguese classical radio) and Lisbon´s College of Music.

Hugo Vasco Reis, 2013

(...) Hugo Vasco Reis, an excellent composer and guitarist, appears as one endowed with an absolute capacity to use the guitar in any repertoire, obeying its integration in the repertoire to a natural matter of common sense and good taste (...) 

António Victorino D'Almeida, 2013

- - - - -

“Poema Anacrónico” marca a estreia do guitarrista Hugo Vasco Reis a solo. Neste projecto, a guitarra portuguesa apresenta-se como instrumento solista. São apresentadas três secções principais: guitarra portuguesa e piano (composições de António Victorino D'Almeida), guitarra portuguesa a solo (composições de Hugo Vasco Reis) e transcrições de obras de Carlos Seixas (1704-1742) de instrumento de tecla, adaptadas para guitarra portuguesa e viola da gamba. O trabalho foi produzido por Mário Dinis Marques e os músicos envolvidos, para além de Hugo Vasco Reis (guitarra portuguesa), foram Cândido Fernandes (piano) e Filipa Meneses (viola da gamba). O prefácio é de António Victorino d'Almeida. Este trabalho teve o apoio do Secretário de Estado da Cultura, DGArtes, Antena 2 e da Escola Superior de Música de Lisboa.

Hugo Vasco Reis, 2013

(...) Hugo Vasco Reis, excelente compositor e guitarrista, aparece como alguém dotado de uma absoluta capacidade de utilizar a guitarra em qualquer repertório, obedecendo a sua integração no repertório a uma natural questão de bom senso e bom gosto (...) 

António Victorino D'Almeida, 2013